segunda-feira, 14 de agosto de 2017

"AI, QUE SAUDADES QUE EU TENHO!..." COLETÂNEA DA EDITORA PIMENTA MALAGUETA PARA 2018 SOB ORGANIZAÇÃO DA ESCRITORA MIRIAM DE SALES, MENTORA E GESTORA DA EMPRESA LITERÁRIA


"NOSSA SELETA "AI QUE SAUDADES QUE EU TENHO!..." RECEBE COM MUITA ALEGRIA JÂNIA SOUZA,POETA,ESCRITORA,ATIVISTA E MEMBRO DE VÁRIAS ACADEMIAS,. O RIO GRANDE DO NORTE MUITO BEM REPRESENTADO." - Miriam de Sales, editora da Pimenta Malagueta, Salvador/BA

sábado, 12 de agosto de 2017

CONCURSO LITERÁRIO JOSÉ BONIFÁCIO 2017 - CONVITE DA ACADEMIA LUSO-BRASILEIRA DE LETRAS



ACADEMIA LUSO-BRASILEIRA DE LETRAS
CONCURSO LITERÁRIO JOSÉ BONIFÁCIO/ 2017


“A Literatura é a Arte da palavra; a Literatura revela uma Realidade; 
a Literatura proporciona prazer estético”.
           (Domício Proença Filho, em Estilos de Época na Literatura, 1969)
 
O Concurso Literário da Academia Luso-Brasileira de Letras, em 2017, privilegia a Arte, a Realidade e o Prazer estético, tendo como tema, a composição de um poema: ”ODE À HONESTIDADE”.
O período para entrega dos textos ocorrerá entre 22 de junho e 22 de setembro de 2017, considerando-se, no caso de remessa pelos Correios, a data da postagem. Os textos deverão ser encaminhados, usando-se dois envelopes: no maior, três vias do trabalho e, no menor, colado, uma pequena biografia do autor.
Endereço para remessa: Academia Luso-Brasileira de Letras Rua Teixeira de Freitas, 5, sala 303, Lapa, Rio de Janeiro/ RJ, CEP: 20021-350.
Informações: Maria Paladino <
mariaameliabr@yahoo.com.br>
Os trabalhos deverão ser inéditos.

Premiação, em 21 de novembro de 2017:
1º lugar – Troféu e publicação na Revista número 18/2018;
2º, 3º e 4º lugares: Medalhas de ouro, prata e bronze. Poderão ser concedidas Menções Honrosas, a critério de um Júri de reconhecido valor, cujo resultado será irrecorrível.

Adolpho
Polillo, Presidente

​Veja também no Portal Sem Fronteiras:

VEIA Magazine, a sua nova ponte cultural!




V E I A Magazine

Iniciada em junho deste ano, a VEIA Magazine já está entre as revistas culturais mais lidas e comentadas dos últimos meses!
Tudo isto porque nossa abordagem, moderna e plena de interesses, valoriza a literatura e a arte em geral divulgando o que há de melhor.
Você pode conhecer melhor aqui: https://veiamagazine.com/

Você pode ler a edição número Zero aqui: https://issuu.com/jacquelinebulosaisenman/docs/mag_veia_00_junho_17
Acompanhe também a Página Facebook : https://www.facebook.com/veiamagazine/

E o Instagram VEIA Magazine! @veiamagazine

Venha publicar conosco os seus textos, divulgar seu livro, seu evento, curso, seu projeto cultural!

Inscrições abertas permanentemente para anúncios aqui no blog (veja nas condições de participação para a revista para a edição de agosto!

Coloque a sua literatura na VEIA do mundo literário! Venha! veia@bluewin.ch 
E-mail para envio de textos, propostas de anúncios, colunas e divulgações:

Edição No. 1!
Data final para avaliação de textos e publicidades: 15 de agosto
Data final para inscrição: 20 de agosto
Data da edição: 31 de agosto.

NA NOITE DESSA SEXTA FEIRA, ABRIGADO NO CORAÇÃO DA PINACOTECA SOB OS APLAUSOS DA LUA OCORREU O ENCONTRO LÍTERO MUSICAL DA SOCIEDADE DOS POETAS VIVOS E AFINS DO RN PRESIDIDA PELA POETA OZANY GOMES. MEDIAÇÃO DO EVENTO TEVE ASSINATURA DA CERIMONIALISTA POETISA DAS FLORES DETH HAAK E A PRESENÇA DOS ARTISTAS HOMENAGEADOS POETA ESCRITOR GONZAGA NETO E O GRUPO MUSICAL: BANDO BAIÃO DE NÓS


terça-feira, 8 de agosto de 2017

ROBERTO LIMA DE SOUZA, IMORTAL DA ACADEMIA NORTERIOGRANDENSE DE LETRAS A PARTIR DE 05 DE AGOSTO DE 2017 NA CADEIRA DO SAUDOSO E INESQUECÍVEL ARTISTA PLÁSTICO, POETA DORIAN GRAY CALDAS

 IMORTAL ROBERTO LIMA DE SOUZA (POETA, ESCRITOR, MÚSICO, COMPOSITOR, PROFESSOR APOSENTADO DA UFRN COM RELEVANTES SERVIÇOS PRESTADOS À COMUNIDADE CIENTÍFICA, HUMANA E CULTURALRECEBE TÍTULO DAS MÃOS DO PRESIDENTE DA ACADEMIA NORTERIOGRANDENSE DE LETRAS, POETA DIÓGENES DA CUNHA LIMA EM NOITE SOLENE PRESTIGIADA POR AUTORIDADES, ARTISTAS, IMORTAIS E FAMILIARES
 DISCURSO DE POSSE: EMOCIONANTE E BASTANTE APLAUDIDO
 IMORTAIS EM 05 DE AGOSTO DE 2017
POETA VILMACI VIANA, DIREITOS HUMANOS ROBERTO MONTE, CANTOR FERNANDO TOWAR, POETA DETH HAAK
 POETA ROSA RAMOS REGIS ENTRE VIVI POESIA E A POETISA DOS VENTOS DETH HAAK
 VIVI E O POETA JANILSON DIAS DE OLIVEIRA
EU E MINHA AMIGA, VIVI POESIA QUE CEDEU GENTILMENTE AS FOTOS PARA ESSA POSTAGEM, A QUEM AGRADEÇO PELA GENTILEZA CULTURAL.

POEMA GUERREIROS DAS LETRAS DA AUTORIA DE JANIA SOUZA NA OBRA FÓRUM ÍNTIMO, 2009, EDITORA ALCANCE/RS


Guerreiros das Letras


Sensual, encarnado
batom potiguar
poeta suas crias.


Relógio, nau da saudade
entre madressilva e bromélia
namora banco da praça
e acena lenço florido

missiva a colibris emotivos
enquanto imbatíveis poetas
          (de assalto)
apoderam-se da cidadela
- fêmea no rastro do cio.


Ruas, becos, esquinas
tombam sob os mosquetes
dos guerreiros das letras.


Numa resistência heróica
povo empunha poesia:
- recado à cidadania.


Versos declamam alma
no coco festivo das pipas.


Varal, leito do cordel
repousa no balaio das rimas.


ANTOLOGIA DON JOSE DE SAN MARTIN Y A INDEPENDÊNCIA AMERICANA - 200 ANOS - LANÇADA EM 28 DE JULHO DE 2017 PELA ASSOCIAÇÃO CAJAMARCA, IDENTIDADE E CULTURA DO PERU EM HOMENAGEM À LIBERTAÇÃO DO PAÍS - SAUDAÇÕES AO POVO PERUANO DESDE AS TERRAS POTIGUARES NO RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL


segunda-feira, 7 de agosto de 2017

ASSOCIAÇÃO "CAJAMARCA, IDENTIDADE E CULTURA" - ANTOLIGIA JOSÉ DE SAN MARTÍN - 200 ANOS DE INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA DO SUL ESPANHOLA - PRESIDENTE E ORGANIZADOR GUILLERMO ALFONSO BÁZAN BECERRA


El Protector de Perú

“Don José de San Martín”

El Liberador!



Jania Souza, Natal, RN, Brasil - página 110





El protector de Perú, El liberador

En la Argentina, fue llevado en Corrientes
Se sentía aflorando en la aurora de sus días

¡El amor a América!

Partió con sus padres llevando los recuerdos
Dormido en el profundo del alma.

Pozo incorporó temprano la carrera militar

Sin saber su papel en la historia de esta tierra.



Luchó en la Europa con las fuerzas del España
Hasta abrazar las ideas de Iluministas
Defendido para los revolucionarios de América española
En Inglaterra.

Se vuelve a la tierra nativa
Lucha contra el colonialismo
Ordena grandes batallas
¡Alcanza las victorias para los patricians!


Es parte del Triunvirato
Marcha para la libertad
Uruguay, Chile, Perú

En la Suramérica corta arcos
De la casa verdadera del dominadora de España
Al marzo en gamas de la montaña de los Andes
Es acertado en Pico Aconcágua
La batalla de Maipé
Consecrates la independencia de Chile


Ruptura de la corona española
Su bandera caliente ardiente
Lo toma para navegarlo
Para liberar el capital de Incas

Guerrero valiente Don Jose de San Martin
Los 28 de julio de 1821
Toma la ciudad de Lima y declara la independencia de Perú
De la gente recibe el título del protector del país



Gratitud al generalísimo liberador de América del Sur

Al liberar al pueblo de la opresión del colonialismo




O Protetor do Peru

“José de San Martín”



Jania Souza, Natal, RN, Brasil



O Protetor do Peru, o libertador!
Na Argentina, nasceu em Corrientes
Sentiu aflorar na aurora dos seus dias

O amor à América!

Partiu com seus pais levando as lembranças
Adormecidas no fundo da alma.

Bem cedo ingressou na carreira militar

Sem saber seu papel na história dessa terra.

Lutou pela Europa com as forças reais
Até abraçar as Ideias Iluministas
Defendidas pelos Revolucionários da América Espanhola
Lá na Inglaterra.

Volta à terra natal
Luta contra o colonialismo
Comanda grandes batalhas
Alcança vitórias para os patrícios!


Faz parte do Triunvirato
Marcha pela liberdade
Uruguai, Chile, Peru
Na América do Sul corta laços
Da dominadora Casa Real de Espanha
Ao marcha sobre as Cordilheiras dos Andes
Vence no Pico Aconcágua
A Batalha de Maipé
Consagra a Independência do Chile


Ruptura da Coroa Espanhola
Sua ardente bandeira
Leva-o a navegar
Para libertar a capital dos Incas

Bravo guerreiro José de San Martin
A 28 de julho de 1821
Toma Lima e declara a Independência do Peru
Do povo recebe o título de Protetor do País


Gratidão ao Generalíssimo libertador da América do Sul
Por libertar seu povo da opressão do colonialismo.